Atenção Transportadoras: Novidades da logística para o e-commerce – Mês de Julho 2021

quinta-feira, julho 2021

Novos modelos logísticos dão eficiência às vendas automotivas online

A expansão do mercado virtual de autopeças e serviços tem sido acompanhada de uma série de desafios, mas também de oportunidades, na hora de fazer o produto chegar às mãos do consumidor. Entre as novidades estão a pick-up store e o delivery store. Para saber quais são os novos modelos que trazem essa eficiência, acesse: Novos modelos logísticos dão eficiência às vendas automotivas online (ecommercebrasil.com.br)

Logística para e-commerce

A gestão logística de um negócio virtual é um processo que deve ser muito bem compreendido e executado pelos lojistas. Isso porque a logística nada mais é do que o caminho do produto, desde o estoque, a separação do pedido até o transporte e recebimento pelo cliente. A logística é responsável por parte da satisfação do cliente no e-commerce e por isso, o processo deve ser acompanhado de perto para evitar falhas que possam gerar uma experiência negativa na jornada de compra do cliente, gerando abandono de carrinho ou insatisfação na compra. Confira: Logística para e-commerce – Abcomm – Associação Brasileira de Comércio Eletrônico

Logística é ponto-chave no e-commerce em tempo de pandemia

O e-commerce tem se popularizado, mas ainda há desafios para os empresários, principalmente, de pequeno e médio porte. A organização de uma logística eficaz, por vezes, gera dores de cabeça aos lojistas. Para facilitar esse processo, empresas e plataformas que oferecem o intermédio entre comerciantes e Correios ou transportadoras privadas podem ser soluções.

Um dos desafios para os comerciantes é a logística reversa. A coleta ou a devolução do produto pós-venda para descarte ou conserto requerem planejamento e são fundamentais para a fidelização do cliente. No entanto, os lojistas nem sempre se integram devidamente a respeito desses procedimentos. Para saber mais sobre a logística no e-commerce, acesse: Logística é ponto-chave no e-commerce em tempo de pandemia (uol.com.br)

Startups de logística moldam a nova cara do e-commerce

Se em 2020, o mercado de compras online cresceu impressionantes 73% o que pensar do mercado de logística? É fato que para cada compra online, é preciso um entregador que faça o trajeto “porta a porta”. E foi nesse contexto que ganharam força as logtechs – ou as startups de logística. 

Diferentemente das empresas tradicionais de transporte de cargas, esses negócios são especializados nos pequenos volumes (às vezes, nem tão pequenos, assim). E, mais do que isso, são responsáveis por ser a “cara da empresa de e-commerce” para o consumidor. Sem as lojas físicas, os consumidores não têm mais contato com vendedores capazes de proporcionar uma experiência de compra diferenciada. O único contato com alguém da mesma espécie passa ser um entregador que bate na sua porta e entrega um pacote. Confira: Startups de logística moldam a nova cara do e-commerce | Exame

E-commerce agora atende em favelas

Excluídos dos serviços regulares de entregas de empresas de logística, moradores de favelas começam a ser alvo de grandes grupos de e-commerce no momento em que as vendas online viraram a tábua de salvação do varejo na pandemia. A B2W, uma das gigantes brasileiras do comércio online, fechou parceria comercial com a startup de logística Favela Brasil Xpress e com a organização G10 Favelas para entregar na comunidade de Paraisópolis, zona sul de São Paulo, produtos vendidos nas lojas online com as bandeiras Americanas, Submarino e Shoptime. Com isso, mais de 100 mil moradores da comunidade deixam de precisar se deslocar até pontos de retirada de produtos adquiridos pela internet, geralmente agências dos Correios ou lojas físicas do grupo. Conheça mais sobre esse serviço: E-commerce agora entrega em favelas – 24/04/2021 – UOL Economia

Cinco dicas para impulsionar o e-commerce em datas sazonais

Não é mais novidade dizer que o e-commerce cresceu durante a pandemia, uma série de pesquisas e estudos destacam como esse aumento foi expressivo. O que chama atenção, vale dizer, é a quantidade de novas lojas no comércio eletrônico e como elas têm lidado com as vendas ao passar do tempo. Em datas sazonais, por exemplo, é preciso ter uma estratégia para ficar à frente da concorrência.

Seja o Dia das Mães, Pais, Namorados, Páscoa ou Natal, as datas comemorativas costumam trazer bons períodos de venda para o varejo eletrônico – ainda mais nos últimos 13 meses, afetados pelo isolamento social. Mas será que o seu e-commerce tem o que é necessário para se destacar nessas épocas? Cinco dicas para impulsionar o e-commerce em datas sazonais (consumidormoderno.com.br)

Tendências de 2021 que podem ajudar a reduzir seus custos com logística

O primeiro trimestre do ano foi de grande crescimento para o e-commerce. Um levantamento (feito a partir dos dados de compra em lojas virtuais) mostrou que os três primeiros meses de 2021 registraram um aumento de mais de 50% em comparação com o mesmo período de 2020. Além disso, o volume de compras significativo entre janeiro e março também resultou em um faturamento 72,2% maior do que o registrado no ano passado.

O crescimento expressivo do e-commerce é atribuído ao agravamento da pandemia, decorrente da nova variante da Covid-19 — que desencadeou a segunda onda e o fechamento do comércio físico mais uma vez.

Sob o mesmo ponto de vista, o crescimento também revela as preferências e as influências do consumidor. Neste sentido, a logística tem se mostrado como um dos fatores determinantes na decisão de compra. Quer saber mais quais são essas tendências? Acesse: Tendências de 2021 que podem ajudar a reduzir seus custos com logística (ecommercebrasil.com.br)

Adaptação é ordem para a logística do e-commerce pós-pandemia

Os números são incontestáveis: a pandemia do novo coronavírus acelerou a tendência de crescimento do comércio eletrônico em todo mundo. Em 2020, o Brasil registrou um aumento de 41% no faturamento das operações de comércio eletrônico e de 30% no volume de pedidos online. O País possui, atualmente, quase 80 milhões de consumidores digitais, segundo dados das consultorias Ebit|Nielsen. Saiba mais em: Adaptação é ordem para logística do e-commerce pós-pandemia – Blog dos Correios

Magazine Luiza vê 2021 como ano da logística e vai elevar investimento orgânico

O grupo de varejo Magazine Luiza deve investir mais em logística em 2021 para reduzir tempos de entrega de produtos próprios e vendidos por lojistas que usam sua plataforma de comércio eletrônico, enquanto dá mais atenção a novas categorias de produtos como mercados e delivery de refeições.

A companhia divulgou alta de 40% no lucro líquido do quarto trimestre, com um salto de 121% nas vendas do comércio eletrônico. Para saber mais sobre o papel do e-commerce para o Magazine Luiza, acesse: Magazine Luiza vê 2021 como ano da logística e vai elevar investimento (ecommercebrasil.com.br)

Pandemia impulsiona e-commerce e aquece o mercado de galpões logísticos

O isolamento social decorrente da pandemia de COVID-19 obrigou muitas pessoas a comprar ainda mais no comércio eletrônico. Segundo a Abcomm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico), o faturamento do setor foi de R$ 145 bilhões em 2020, alta de 61% em relação ao ano anterior e 37% acima do previsto no início do último ano. Impulsionadas por essa demanda, as empresas, principalmente de varejo e e-commerce, aumentaram suas áreas de galpões logísticos. Confira: Pandemia impulsiona e-commerce e aquece o mercado de galpões logísticos (jll.com.br)

Na batalha do e-commerce, a logística é a arma

Imagine um futuro em que todos tenham que comprar tudo de uma única empresa chamada Big Marketplace S/A. Neste cenário, a única diferenciação entre os produtos é o preço. Aqui não há marcas, nenhuma história por trás delas e não há emoções que inspirem. Todos os comércios eletrônicos são obrigados a pagar um imposto entre 20% e 40% ao Big Marketplace S/A sobre tudo o que for vendido.

Eles estão à mercê de mudanças de algoritmo que podem reduzir suas vendas de um dia para o outro. O marketplace usa isso como alavanca para forçar os comércios eletrônicos a pagarem por seus anúncios e a usarem seus serviços logísticos. Saiba mais em: Na batalha do e-commerce, a logística é a arma – Migalhas

Quer receber mais dicas, entre em contato conosco e conheça nossas soluções!

Linkedin

Instagram

Facebook

Youtube

 

 

Leave a Reply

Quer receber mais dicas gratuitamente?

Cadastre-se para receber informações privilegiadas e levar
sua transportadora a comunidade digital

O blog Loggup ajuda centenas de transportadoras de cargas através de dicas práticas em transformação digital.

Copyriht © 2019 Loggup Logistic Group. Todos os direitos reservados.
Feito com pelo time da Loggup