Benefícios do Gerenciamento de Risco no Transporte de Cargas

sexta-feira, julho 2021

Saiba como um gerenciamento de risco eficiente pode impactar positivamente nos resultados das operações logísticas

Gerenciamento de risco

O gerenciamento de risco no transporte de carga não é apenas uma estratégia recomendada, é essencial para que sejam evitados grandes prejuízos de logística.

Para contextualizar, faz-se necessário discorrer sobre o que é o gerenciamento de riscos no transporte de cargas. É uma gestão essencial para as empresas do setor, já que consiste no planejamento, organização e controle de diversos fatores que envolvem a movimentação de mercadorias e a cadeia logística. Portanto, significa organizar, planejar e realizar atividades que minimizem os riscos ou seus efeitos.

O planejamento e a gestão correta dos processos internos impactam diretamente na qualidade dos serviços e, principalmente, na experiência do cliente com a sua empresa.

A Loggup, maior startup do Brasil que ajuda as transportadoras a venderem mais fretes por meio da transformação digital, elaborou em conjunto com a Cardoso Seguros, empresa composta por um grupo de especialistas prontos para encontrar a melhor solução para garantir tranquilidade e segurança aos seus clientes (operando com as melhores seguradoras do mercado e uma experiente equipe de colaboradores), esse informativo para mostrar a importância do gerenciamento de risco para os transportadores. Acompanhe:

Qual a importância de um gerenciamento de riscos eficiente para as transportadoras?

Um gerenciamento eficiente de riscos para as transportadoras de cargas é de fundamental importância para que a empresa evite gastos e ocorrências que lhe sejam prejudicais, como ações judiciais, reclamações de clientes, apreensões de mercadorias e perda de receita, o que inviabiliza o negócio completamente.

A estratégia também auxilia que sejam cumpridos prazos previamente acordados, que seja garantida a qualidade dos serviços e a efetiva entrega das cargas.

Quais são os principais riscos a que estão expostas as transportadoras?

São muitos, que vão além da negligência, imperícia e imprudência. Estamos falando de riscos que podem levar a prejuízos de grande monta, que podem contribuir para a instabilidade financeira da empresa e para comprometer a imagem do negócio, diante do setor e da sociedade.

Dentre esses riscos, os que mais afetam a gestão das transportadoras estão:

Roubo de carga – responsável por grandes perdas e insatisfação de clientes, que esperam uma transportadora que tenha um eficiente sistema de monitoramento, uma boa reputação no mercado, além de se assegurar que as taxas de seguro de carga foram efetuadas em dia;

Extravios, avarias ou multas essa é uma preocupação constante na hora de contratar uma transportadora. Lembre-se que a mercadoria precisa chegar ao seu destino em condições perfeitas de armazenagem, e é responsabilidade do transportador garantir a integridade da carga e minimizar os gastos com multas;

Falência A pandemia nos colocou numa importante crise econômica, onde, é claro, não existe espaço para aumento de valor do frete, o que obriga diversas transportadoras a absorverem os prejuízos. Algumas vezes esse movimento pode resultar no fechamento e decretação de falência de algumas das empresas. Além disso, frota ociosa acarreta custos com manutenção, despesas com licenciamento, prejuízos com depreciação e nenhum retorno financeiro em contrapartida. Por isso, é preciso incluir na gestão de riscos a exigência de que as transportadoras demonstrem transparência em seus resultados financeiros;

Armazenamento incorreto problemas como falta de espaço e infraestrutura até despreparo da equipe, são fatores perigosos e que podem causar uma enorme dor de cabeça.

Quais medidas podem ser adotadas para minorar o risco no transporte?

Algumas medidas simples podem ser adotadas para diminuir os riscos no transporte de cargas, como manter rotas bem definidas, capacitar constantemente os trabalhadores envolvidos nos processos, estipular locais de parada (para abastecimento, pernoite e descanso) e aproveitar as inovações tecnológicas para prover um monitoramento eficiente.

Uma empresa focada em gerenciar os riscos de outras corporações, como a Cardoso Seguros, pode nortear a gestão a identificar as medidas ideais para minorar os riscos no transporte de cargas.

Por que realizar o gerenciamento de riscos?

Porque essa é uma estratégia que traz grandes benefícios para a área de logística. É fato que quando organizamos as diretrizes do projeto e traçamos táticas que consideram as experiências anteriores, a possibilidade de obter um processo mais eficiente é muito maior. Além do mais, o gerenciamento traz benefícios internos e externos para empresa.

Como fazer o gerenciamento de risco para o transporte de carga?

Primeiro planejando a estratégia, a etapa mais importante do gerenciamento de risco e que torna mais fácil a verificação dos riscos no transporte de carga, a probabilidade de ocorrerem e qual o grau das possíveis consequências. É nessa fase que os gestores coletam os dados de experiências anteriores, estatísticas e informações atuais sobre toda a estrutura; avaliam as condições das rotas mais utilizadas, programadas e em desenvolvimento; levantam informações sobre os colaboradores e sobre as condições dos veículos da frota; estabelecem metas e levantam informações advindas de ações anteriores.

Reconhecido os riscos é preciso construir estratégias ou habilitar ferramentas para diminuir os possíveis impactos, ou contorná-los mais rapidamente.

Vale lembrar que o gerenciamento de risco no transporte de carga pode enfrentar situações que não foram planejadas, e que sua equipe não está capacitada para solucioná-las e, nesse caso, o indicado é transferir a responsabilidade para quem tem expertise para realizar esse serviço.

Qual o papel do monitoramento do gerenciamento de risco no transporte de carga?

Essa é a etapa final do gerenciamento de risco e é de fundamental importância para observar se as estratégias e ferramentas estão funcionando normalmente. O monitoramento é extremamente útil para fornecer informações para os planejamentos futuros.

Como minimizar os riscos?

Eliminar os riscos não é factível, mas gerenciá-los significa criar soluções e estratégias de controle. Todavia, algumas práticas e condutas que minimizam os riscos, como respeitar as leis – principal conduta para tornar mínimo os riscos no transporte de carga; planejar as rotas – para diminuir os custos e antecipar riscos, como áreas com acidentes, estradas em más condições de conservação, dentre outros; e escolha cuidadosa de profissionais – a eficiência do gerenciamento depende diretamente da escolha dos profissionais que vão fazer parte deste processo. Essa dica é válida tanto para empresas que utilizam frotas próprias quanto para quem terceiriza essa tarefa.

A Loggup e a Cardoso Seguros, empresa composta por um grupo de especialistas prontos para encontrar a melhor solução para garantir tranquilidade e segurança aos seus clientes, firmaram parceria para levar a melhor solução para o setor logístico brasileiro.

Quer receber mais dicas, entre em contato conosco e conheça nossas soluções!

Linkedin

Instagram

Facebook

Youtube

 

 

Leave a Reply

Quer receber mais dicas gratuitamente?

Cadastre-se para receber informações privilegiadas e levar
sua transportadora a comunidade digital

O blog Loggup ajuda centenas de transportadoras de cargas através de dicas práticas em transformação digital.

Copyriht © 2019 Loggup Logistic Group. Todos os direitos reservados.
Feito com pelo time da Loggup