Skip to main content

A logística é uma atividade de interesse público, crucial para enfrentar os desafios referentes à economia do país. Neste sentido, após dois anos de tantas dificuldades, o ano de 2023 promete ser um período positivo para o setor, principalmente por conta dos avanços e inovações tecnológicas que modernizam e tornam as operações mais ágeis e eficientes. Além disso, espera-se um crescimento da economia em diversos segmentos, o que certamente também impacta nas atividades do setor logístico, uma vez que aumenta a circulação de mercadorias, bens e serviços. De acordo com a pesquisa da Transparency Market Research, aponta que a logística valerá cerca de R$15 trilhões de movimentação e mais de 92 bilhões de toneladas de mercadorias no mercado global, com crescimento entre 20% e 30% no sistema de modal de transporte, dividido entre a distribuição de diversas mercadorias. 

A partir disso, para conhecer melhor o panorama da logística no ano de 2023, a Loggup elencou os principais segmentos que estarão em alta nas atividades do setor. Confira:

Perspectiva do setor para 2023

Primordialmente, segundo três diretores de empresas distintas do segmento da logística, as perspectivas de crescimento para o ano dependem basicamente de questões relacionadas a políticas de combustíveis do novo governo, possível alteração na lei de teto de gastos e os impactos no preço do dólar e volumes de investimentos. 

Entretanto, com o atual cenário de crescimento do setor e melhora na economia, há uma previsão positiva para a logística em 2023, pautado pela inovação e tecnologia de diferentes maneiras. Isso porque, é estimado um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para o transportes de cargas entre 1,4% e 2,9% neste ano. Outro ponto importante, é a alta nas demandas de vários segmentos como, por exemplo, agronegócio, construção civil, mineração, além do boom do e-commerce, que bateu recordes históricos de vendas no ano passado. Por esse motivo, veja como esses e outros setores impactarão na logística em 2023:

E-commerce

O e-commerce cresceu muito nos últimos anos, tanto que no primeiro semestre de 2022 o setor já tinha faturado cerca de R$ 2,6 bilhões em contratos de locação, foram dados divulgados pela SDS Properties, associada da Associação Brasileira de Logística (Abralog) e pela  Fulwood – incorporadora de galpões e condomínios logísticos.

Ademais, segundo levantamento da 8° edição do NuvemCommerce 64% dos médios e pequenos empreendedores online desejam aprender mais sobre as estratégias relacionadas ao comércio eletrônico. Além disso, o estudo aponta ainda que os principais planos a serem colocado em prática no setor são:

36% expansão do portfólio da loja;
33% ampliar o canal de vendas online; e
16% contratar mais pessoas para equipe

Dessa forma, com os índices elevados das demandas no e-commerce, também influencia no crescimento do transporte de cargas fracionadas e das modalidades de entregas rápidas como o same day delivery e o next day delivery. Sendo necessário atenção especial durante o transporte com alguns fatores como a utilização adequada das embalagens, organização e ventilação do veículo, cumprimento do prazo de entrega e o cuidado com extravio de mercadorias.

Construção civil

O mercado da construção civil tem previsões otimistas para 2023, conforme dados divulgados pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) , o segmento deve crescer cerca de 2,5% neste ano, mantendo, assim, o ritmo de aceleração do crescimento dos últimos três anos. Além do que, com o avanço da tecnologia no país e o desenvolvimento de softwares inteligentes, tem colaborado expressivamente para a sua evolução.

Com isso, este setor já é considerado como um dos principais para as atividades do transporte de cargas em 2023, especialmente no modal rodoviário que realiza a distribuição de materiais e equipamentos de construção por meio de caminhões, sendo necessário, em alguns caso, veículos e condições especiais nas viagens, ainda mais no que concerne o transporte de máquinas pesadas. 

Agronegócio

Existe uma grande expectativa com relação a continuidade do desenvolvimento do agronegócio em 2023, é o que aponta a pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas Agro, o qual estima-se que a produção agroindustrial tenha crescimento de 2%. Pois, mesmo diante das adversidades climáticas e dos altos custos em impostos e em produtos, houve um crescimento de 9,81% no PIB brasileiro no primeiro trimestre de 2022.

Devido a isso, o agronegócio é considerado atualmente a máquina de crescimento do país, no último ano entre os produtos mais transportados esteve os fertilizantes, soja, milho, trigo e cereal.

Por essa razão, é esperado que haja a safra recorde de mais de 300 milhões de toneladas de grãos, de acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).  Com este cenário otimista contribui na produtividade do setor agrícola e impulsiona o transporte de cargas para que se mantenha atualizado, a fim de que possa acompanhar o sucesso deste mercado e atendê-lo adequadamente. 

Produtos farmacêuticos

De acordo com os dados do Fórum Expectativas 2023 da Sindusfarma, o mercado de produtos farmacêuticos deve crescer por volta de 10% em 2023, por isso, muitas empresas do setor estão otimistas quanto a este setor. Além disso, a indústria farmacêutica brasileira está entre as dez maiores do mundo, com 90% da matéria prima importada, o que exige uma logística internacional bem planejada, que atenda as regras mundiais de fabricação, armazenagem, transporte e distribuição. 

Neste panorama, a logística e transporte de medicamentos requer condições adequadas para garantir que o produto tenha sua integridade preservada, seguindo todas as legislações impostas pela Anvisa. 

Mineração

Há projeções positivas quanto ao setor de mineração. Dado que, segundo a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), estima-se que ocorra a produção de 38 milhões de toneladas de minério de ferro, além da  produção de pellet feed que corresponderá a 14,3 milhões de toneladas, com crescimento de até 33%. 

A tendência é que neste ano as importações e exportações do minério fiquem mais baratas e seja um dos segmentos com maiores demandas no país, o colocando no status de grande relevância para a logística e transporte de cargas em 2023. 

Indústria química

A indústria de produtos químicos também possui expectativas otimistas em 2023, especialmente por causa da alta safra de grãos que deve impulsionar o setor, visto que a comercialização da potassa cáustica é fundamental na industrialização de pesticidas. 

Além do mais, o setor químico é o que mais inova na indústria brasileira, constata uma pesquisa feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgado em dezembro do ano passado. Segundo esse estudo, o índice de inovação da indústria chega a cerca de 87%. Sendo assim, as transportadoras preveem aumento neste setor, principalmente em relação a movimentação de produtos de limpeza, hospitalares, gás e combustível. 

A Loggup, especialista em transformação digital para transportadoras e operadores logísticos, com sua expertise e reconhecido trabalho de qualidade ajuda as empresas a serem encontradas pelos seus potenciais clientes, lhes oferece vantagem competitiva e presença nos canais digitais, promove a maximização de seus faturamentos, além de promover a cultura de inovação, maior credibilidade e visibilidade para as marcas, e claro, redução de custos.

Quer receber mais dicas, entre em contato conosco e conheça nossas soluções!

Linkedin

Instagram

Facebook

Youtube

Leave a Reply